Não sei…

Não sei se é a ausência de pernas, ou de mim,
não sei se é ausência de chão,
eu sei que é um amolecimento das formas, um derramar das coisas,
um desmaio, um suspiro sem corpo, um bicho,
é ser um bicho ou vento, tanto quanto pessoa na tempestade,
ou no ser, um ser nada e vazio.
Nada me resta, senão me perder em você,
senão morrer um pouco, senão gozar sem saber do que se goza.

Citação: Filme Nome Próprio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s