Diálogo parte 2.

Mais um da série diálogos

Eu: Vi muita tragédia inclusive a minha vida, que anda na loucura em meio aos desencontros e ilusões, nada vai bem, mas um positivismo filho da puta me domina, e me faz dizer coisas filosóficas, bonitas e aparentemente harmônicas, tudo não passa de uma doce ilusão.

Fulano: Então só nos resta dançar ?

Eu: Sim, dançar para na movimentação, tentar achar a resposta para as coisas da vida, ou somente para o tempo passar e eu me movimentar, não dá para ficar parada esperando à vida passar.

Fulano: Mas no meio do caminho sempre tem algo…
Uma pedra pra te derrubar…
Ou alguém pra te levantar

Eu: Não é preciso chegar ao meio do caminho para encontrar, antes de decidir caminhar já vão ter pedras para te derrubar, pessoas para ajudar, você para se boicotar, mas não é isso que dizem ser viver?

Fulano: Sim, mas o viver está mesmo em se LEVANTAR, cair é inevitável, encontrar alguém é relativo, levantar e seguir em frente é o que move a vida..

Eu: Vontades movem a vida, quando não se tem mais elas, tudo parece estar acabado, creio ser por isso que a perturbadora positividade tem me dominado, tenho vontade de passar logo esse momento, então na ilusão de estar próximo o novo momento vou fazendo desse uma esquisita diversão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s