Catarse

 

Estou em transe, submergi  em mim para encontrar coisas que não tinham ou respostas silenciosamente inexistentes encontrei o amor, encontrei o amor, encontrei o amor… ele estava em mim, ele era eu, ele sou eu, que outrora habitara tantos corpos e me fundiu em ser eu, ser amor, quando retornei não poderia nunca mais ser o passado novamente, pois caberia em mim tanto amor como em outros tempos, elucidei-me ao mesmo que me silenciei, não há por que querer que todos tenham a mesma experiência que eu tivera, cada um, um dia encontrará a sua maneira a catarse sobre o amor, eu silenciosamente envolta de amor elucubro minha intensa sensação.

Por: Nininha Albuquerque

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s