desculpe o desabafo

 

Acordei com o telefone tocando, atendi ainda sonolenta, era engano, mas aquela voz me fez despertar e não mais voltei a dormi, era tão parecida com a voz da minha avó, ahhh que saudades da minha avó, ela ainda é viva, então não seria impossível matar a saudade, porém me afastei de toda minha família por parte de pai, desde a última ameaça que ele me fizera,  quando criança sofri três tentativas de assassinato dele, mas até então nunca havia me afastado de todos de tal maneira, mas depois da última ligação, da última ameaça, decidi que para preservar minha integridade e minha vida era o melhor posicionamento a se tomar, mas hoje ao ouvir aquela voz tão parecida com a da minha avó, chorei, as vezes a saudade bate e a única maneira que ela encontra para transbordar é em lágrimas, em meio as lágrimas senti tanta raiva de mim, que me escondo por conta do medo, sim tenho medo, muito medo, de que ele descubra onde moro, que ele me veja na rua, que ele novamente tente ou faça mal a mim ou a minha mãe, por medo eu não vou ver minha vó pensando que se ele estiver lá talvez tente alguma coisa. Penso em cada mulher que assim como eu tem medo e se sente fragilizada por conta de homens que as agridem, as violentam, as estupram, por fazerem tudo quanto fazem. Eu queria ter contato com minha irmã (por parte de pai) ela é  mais nova, que hoje deve ser quase uma adolescente, ahhhh como eu queria fazer parte da vida dela, poder instruir e conversar, mas ela acha que eu a odeio, acho que não gosto dela por ela ser negra, logo eu, logo eu, que ao longe sempre tento acompanhar como ela esta  o pouco que me é possível. 

Me frusto comigo mesma quando me vejo coagida pelo medo, não quero viver assim quero poder em um belo dia de domingo ir visitar minha avó, conversar saber como ela esta, ligar para minha irmã, poder conviver com elas, quero não ter que ter medo de ligar para ela e ele descobrir meu numero e eu novamente ter que mudar, quero viver em paz com amor e com poder fazer tudo quanto gostaria. 

Não chego a pensar que ele seja uma pessoa ruim, acho sim que ele é uma pessoa doente, e por esse motivo até então não havia escrito sobre isso, não quero que as pessoas tenham raiva, ou sentimentos ruins por ele,(eu que sou eu cheia de falhas, de imperfeições de fragilidade, não tenho, pois tudo que emanamos ao universo nos é retribuído) um dia ele há de quitar todas suas dividas com o cosmo universal.

Quem sabe não seja a hora de vencer um pouco dos meus medos, mesmo que arriscando minha vida e de fazer mesmo que de maneira bem secreta tudo isso. 

Nós mulheres já não podemos mais nos esconder atrás do medo nem das imposições que nos são colocada.

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s