Bolero de Ravel 

Sentada em seu carro ela havia então ali parado diante daquela imensa parede branca “vazia” ao lado de um abacateiro, sentada atrás daquele volante ela se encontrava em profundo silêncio reflexivo, pensando o quanto gostaria de ser fácil tomar decisões, o quanto aquele reencontro não abalaria toda sua estrutura física, emocional, racional, no som começava a tocar o Bolero de Ravel, e despertando nela todas emoções das mais profundas e complexas sensações que poderiam haver por se reencontrar novamente aquele que nunca houvera esquecido, ou mesmo deixado se perder no limbo de lembranças e passado, este haveria de ser um encontro digno deste bolero, digno de tamanhas nuances, ela então respirou profundamente e ainda cheia das ansiedades de se encontrar alguém abriu aquela porta e foi de encontro ao amor 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s